sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Colheita, Belo Horizonte, 2014

Desenhar é uma das minhas paixões (se não for a primeira). É como aquele velho clichê sobre andar de bicicleta, posso ficar anos sem praticar, mas quando desenho, a satisfação é sempre garantida. Meu processo criativo anda confuso e isso tem me deixado um tanto frustrada, tenho trabalhado com três linguagens diferentes e isso tem funcionado como cabos de força me puxando em três direções diferentes: a fotografia, as bonecas e o desenho (e olha que não citei aqui meus queridos Passarinhos no Fubá, que encontram-se parados no tempo). Sofro de falta de tempo, mas a vida às vezes é generosa, e me presenteia com momentos de total solitude, onde posso me reconciliar comigo mesma. A pausa faz se necessária.


Nenhum comentário:

Postar um comentário