segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Sobre inquietudes

Enquanto eu terminava sua peruca, fio à fio, ela debruçou na porta. Mesmo baixinho eu consegui ouvir o seu desabafo. Ontem, ao assistir Relatos Selvagens, de Damián Szifron, ela sofreu uma crise de ansiedade. Pés, mãos e lábios dormentes. Sensação de morte iminente. Falta de ar. Angústia. Assim como os personagens do filme, por minutos, Lila ficou fora de si. Ela não conseguiu sentir seus braços e pés, foi como se o mundo perdesse a gravidade. Lila não sabia, mas ela sofria de inquietudes. Quebrando o silêncio em um gesto abrupto, retomou o fôlego, virou e comentou sobre a deliciosa broa de milho que experimentou no Café Kahlua. - Sabe, Lila? No fundo, todos nós sabemos o nosso destino.



Um comentário:

  1. Tens razão...No fundo, no fundo...todos sabemos mesmo! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir